Arquidiocese de Maceió | Igreja Missionária e Samaritana

Arquidiocese de Maceió | Igreja Missionária e Samaritana

Notícias / Nacional

09/10/2013 14h14

Papa Francisco cria nova Diocese de Coari no Amazonas

Da redação/ Com A12.com
Catedral da nova Diocese

A Rádio Vaticano informou nesta quarta-feira (9) que o Papa Francisco determinou que a Prelazia de Coari no Amazonas passe a ser uma diocese. A Prelazia de Coari (AM) foi criada no dia 13 de Julho de 1963, pelo Santo Padre, o Papa Paulo VI, na base da Bula Pontifícia ‘Ad Christi’, quando foi desmembrada da Arquidiocese de Manaus.

O atual bispo diocesano é Dom Marek Marian Piatek, conhecido como Dom Marcos. A prelazia já teve outros três bispos: Dom Mário Robert Emmet Anglim, Dom Gutemberg Freire Regis e Dom Joércio Gonçalves Pereira, todos Missionários Redentoristas.
A Prelazia está aos cuidados dos Missionários Redentoristas desde a sua criação. Os primeiros vieram dos Estados Unidos, da Província de São Luís e depois também outros Missionários Redentoristas brasileiros, que formam a atual Vice-Província Redentorista de Manaus. Desde então, já foram dezenas de Missionários Redentoristas que trabalharam na evangelização da Prelazia de Coari.
O quarto bispo da Prelazia e primeiro bispo diocesano da nova diocese, Dom Marcos Piatek, nasceu na Polônia em 1954. Antes de vir a Coari, trabalhou por 25 anos em Salvador, na Bahia. O seu lema episcopal é: ‘Discípulo Missionário do Redentor’, que faz referência ao evangelho de São Marcos (Mc 3, 14-15) e à sua Congregação Redentorista.
Neste ano a Prelazia de Coari está comemorando 50 anos de evangelização. Em entrevista ao A12, Dom Marcos, ao falar da comemoração, destacou a sua relação com o Concílio Vaticano II.
“A Prelazia de Coari foi criada no período áureo da renovação do Concílio Vaticano II. O contexto teológico do Jubileu de Ouro da Prelazia de Coari se desenvolveu na Igreja da Amazônia, a nós muito querida. Já o Papa Paulo VI lembrava aos bispos da Amazônia, por ocasião do encontro em Santarém em 1972: ‘Cristo aponta para Amazônia’. Nós somos uma Igreja de Rosto Amazônico, habitada por povos de culturas e tradições diferentes do resto do Brasil, que merecem todo o nosso carinho e respeito”.
Dom Marcos Piatek falou também sobre a alegria que a Igreja de Coari sente com a determinação do Papa Francisco.
“Nós estamos muito felizes, porque depois de 50 anos a Igreja de Coari cresceu e amadureceu e pelo volume de trabalho atualmente, fruto das gerações passadas que investiram muito na obra da evangelização, o Santo Padre dignou-se a tornar a Prelazia de Coari uma diocese. É um momento muito importante para nós, um momento de gratidão a Deus, aos Missionários Redentoristas que durante muito tempo doaram padres para Coari e é um momento também de crescer na consciência de nos tornamos mais vigorosos na evangelização. Por isso, a gente pede a proteção de Nossa Senhora Aparecida e da nossa padroeira, Nossa Senhora de Sant´Ana”.
A nova diocese compreende sete municípios, possui dez paróquias e cerca de 500 pequenas Comunidades Eclesiais de Base. Dessas, oito estão nas mãos do clero diocesano e duas com os redentoristas, e conta com três congregações religiosas, duas femininas e uma masculina. A Igreja de Coari tem, desde o ano 2000, o Seminário Sant´Ana que prepara os futuros estudantes de filosofia e teologia. Um número de 700 catequistas colaboram na tarefa evangelizadora.
O município de Coari está no coração da Amazônia, a quase 400 km de distância da capital Manaus. Tem cerca de 80 mil habitantes e se destaca na produção de petróleo e gás natural. 

Sem comentários! Seja o primeiro!!!
Deixe seu comentário

ARQUIDIOCESE DE MACEIÓ | Igreja Missionária e Samaritana

Pastoral da Comunicação Cúria: (82) 3223-2732 ou 3021-4001 (07h30 às 14h) Gabinete do Arcebispo: (82) 3326-2321 (8h às 12h) PASCOM: (82) 3326-5458 (8h às 14h) Av. Dom Antônio Brandão, 559 – Farol 57051-190 Maceió – AL