Arquidiocese de Maceió | Igreja Missionária e Samaritana

Arquidiocese de Maceió | Igreja Missionária e Samaritana

Notícias / Entrevistas

29/02/2012 21h11

Entrevista com Banda Cactus mostra a força da evangelização na Zona da Mata alagoana

Idealizador do grupo retrata a trajetória percorrida no meio artístico religioso

Rodrigo Rios
Tags: Banda Cactus
Fernando Batista Chicuta é o idealizador da Banda, como também cantor e compositor.

Com três CDs gravados e um DVD, a Banda Cactus, pertencente à Paróquia de São José da Laje, em nosso estado, tem demonstrado ao público a perseverança em evangelizar através da música, como já enfatizado no nome escolhido para o grupo musical. O Portal entrevistou Fernando Batista Chicuta da Rocha, idealizador da Banda, cantor e compositor, que nos falou sobre todo o itinerário até agora percorrido e os desafios de exercer um ministério artístico no meio religioso.

Como surgiu a banda?
Em meados de 1995, eu e meus amigos Alberto Pimentel e Amélia Pimentel, jovens coroinhas da Paróquia de São José, São José da Laje (AL), demonstramos o interesse pela musica cristã, especialmente ao conhecermos e apreciarmos o trabalho do Padre Zezinho, SCJ, por intermédio dos padres da mesma Congregação que aproximadamente durante 90 anos evangelizaram nossa Paróquia. Deste modo surgiu a primeira composição, uma musica intitulada “Sou Coroinha” que se tornou o hino do grupo e é cantando até hoje pelas crianças. O interesse pela música aumentava e a medida que o tempo passava outros jovens foram sendo inseridos com o objetivo de formar um grupo musical que pudesse levar a musica católica a todos, dinamizando encontros de catequese e de jovens, animando as missas, enfim, fazendo da música um instrumento de evangelização. A primeira formação da Banda surgiu em 2000, ano do jubileu muito significativo para o cristianismo. Assim como o Papa João Paulo II ressaltava a importância da fé em Cristo para mundo, nosso objetivo era o mesmo, difundi-la em nossa comunidade local e nas paróquias adjacentes.

O que mais marcou na caminhada da Banda?
Foram vários acontecimentos, que fizeram nossa fé e perseverança crescerem. Já damos graças a Deus pelo fato de podermos manter e sustentar um grupo de 15 pessoas entre motoristas, assistentes de palcos e músicos que poderiam está perdidos no mundo secular. Isto já é muito significante para nós. Quando realizamos um show e voltamos aos nossos lares, é notória a alegria no semblante dos músicos e de nossa equipe. Fato marcante foi a participação de nossa comunidade paroquial na festa São Sebastião em Ibateguara e de Santa Maria Madalena em União dos Palmares, neste ano que segundo fontes de notícias estaduais havia 50 mil pessoas esperando a procissão e também participavam de nossa apresentação musical. Pudemos nos deleitar com frases ao final de nossos shows como, por exemplo, a expressão de nossa contra-baixista ao dizer “senti Deus neste show”. Outro fator é a alegria das comunidades que nos recebem, como uma criança de União dos Palmares que ao rezar um Pai Nosso em nosso show foi presenteada com um cd da banda. A alegria dela nos marcou e ao final do show brincávamos dizendo que ela tinha que devolver o cd, ela abraçava-o e dizia “este não, ele é meu”. E tantos outros acontecimentos que ficarão aos olhos de Deus e em nossos corações.

Por que o nome Cactus?
O cacto é uma planta originária de clima quente e terra seca, resistente às altas temperaturas e a seca do sertão. A escolha do nome sofrendo modificação estética para “Cactus” deu-se pela resistência e perseverança que tivemos para a criação do grupo e ainda dos jovens ao querer expressar seus pensamentos, seus sonhos e suas visões quanto ao mundo e a vida. Isso sem contar a dificuldade em introduzir novos instrumentos nas missas e encontros quando a comunidade não é acostumada com aquela realidade.

Quais os projetos da Banda?
Existem projetos já realizados e outros em realização. Um deles é o Projeto “Natal Luz”, ao qual realizamos há 04 anos em São José da Laje com todas as paróquias e comunidades vizinhas. Este tem como objetivo catequizar o povo cristão àcerca do verdadeiro sentido do natal, cantando músicas que falam em família, paz e juventude. Outro projeto é o “Tocando a Vida”, ministrado pelos músicos de nossa Banda que tem como objetivo ensinar crianças e jovens a aprender a tocar violão e teclado. Aqueles depois de aprender são engajados nos grupos de cantos da paróquia. O projeto está em andamento e conta com 10 violões exclusivos para a ministração de aulas.

Quais os cds que vocês gravaram e como foi a elaboração de cada um deles?
O primeiro cd intitulado “Paz no Coração” foi gravado em 2004 no Studio Grava Music, em Maceió (AL). Neste período acontecia o II Congresso Eucarístico em nossa paróquia. O primeiro havia acontecido em 1954 no qual foi composto o Hino para o evento que anos mais tarde tornou-se o hino do padroeiro São José. Fora composto para este cd o Hino do II Congresso Eucarístico, um momento que contribuiu para o aprendizado musical para a banda. Neste Cd temos 05 musicas de nossa autoria: Paz no Coração, A Serenata ao Cristo, Hino do II Congresso Eucarístico, Coroinha, Ser Criança. O segundo CD intitulado “Deus Trindade” foi gravado em 2007 no mesmo estúdio. A banda já estava mais amadurecida e realizou um trabalho demonstrando evolução e crescimento tanto em âmbito espiritual como artístico. Neste cd tem 09 musicas de nossa autoria: Sagrada Família, Tantas Faltas Cometi, Eu vou para Jerusalém, Maria Bendita e Serva, Jesus está aqui nesta Palavra, Deus Maravilhoso, Deus Trindade, Filho Prodigo e a regravação de Paz no Coração. O terceiro CD intitulado “Precisamos Viver Cristo” foi gravado em 2008. A partir deste cd nasceu o “Projeto Natal Luz” citado acima, pois a música título do cd levanta uma crítica ao consumismo e sua influência na inversão dos sentidos das maiores festas do cristianismo: a Páscoa e o Natal com a afirmação de que agora a Páscoa é o coelhinho e o Natal é Papai Noel. Onde é que está Jesus Cristo, amigo santo e fiel? Este cd possui 04 musicas de nossa autoria: Precisamos Viver Cristo, Quando o dia da paz renascer, O artefato e o Artesão e Ungidos pelo Espirito. O quarto CD é o “ao vivo” e foi gravado em 2011 na Festa de Santa Maria Madalena, com o objetivo de oferecer um pouco daquilo que apresentamos nos shows.

E o DVD? Como foi a realização do mesmo?
O DVD que disponibilizamos a nosso público consiste na verdade em um vídeo de demonstração do trabalho que ofertamos em nossos shows a todo o povo de Deus. A realização deste primeiro trabalho de vídeo da Cactus aconteceu em Ibateguara (AL) na Festa de São Sebastião no ano de 2010, em parceria com a Paróquia local e com a produção da banda Baby Som. Reunimos os fiéis da Paróquia de São José em São José da Laje (AL) e São Sebastião em Ibateguara (AL), como também das comunidades circunvizinhas para a realização do evento.

Muitos Ministérios de Música em Alagoas retratam a dificuldade financeira como a principal para se lançar um cd ou Dvd. Como foi essa realidade para vocês?
É verdade que há pouquíssimos investimentos e incentivos na produção de música religiosa católica em nosso estado. Mas, com a comercialização cada vez mais crescente da produção musical e o avanço da tecnologia, ocorreu em Alagoas um aumento dos estúdios de gravação que acarretou numa maior acessibilidade a estes meios por parte dos grupos musicais. O que não elimina as dificuldades! No nosso caso, foram várias as dificuldades, mas recebemos o apoio e o crédito de nossa comunidade. Começamos a mostrar o nosso trabalho e a comunidade foi vendo que a proposta era boa e séria.
Fizemos uma coletânea de músicas religiosas para vendermos e arrecadarmos parte do que precisaríamos para gravar o primeiro cd, bem como, rifas, um pequeno bazar, e ainda pudemos contar com a ajuda dos mais simples e humildes de nosso povo. Assim, a perseverança e a crença em nosso ideal foram os aspectos cruciais que nos fizeram desenvolver mecanismos para concretizar nossos objetivos.

Em relação à divulgação do trabalho de vocês, como tem sido o planejamento?
Utilizamos de vários instrumentos para a divulgação de nosso trabalho. Primeiro vêm os CDs e DVDs que ofertamos em nossas apresentações musicais. Dispomos ainda de uma página na internet no site Palco Mp3 - www.palcomp3.com.br/bandacactus onde disponibilizamos as nossas músicas, nossa agenda, os perfis dos músicos e os apreciadores de nosso trabalho podem postar seus recados. Divulgamos ainda por algumas redes sociais como Orkut, MSN, Facebook, etc. Somos sempre convidados a conceder entrevistas nas rádios das cidades que marcamos presença e assim acontece também a execução de nossas músicas nas rádios locais de várias cidades da Zona da Mata. Aos poucos vamos tornando conhecido nosso trabalho e habituando nosso povo para a apreciação da música católica.

Como você analisa a produção artística no meio religioso na zona da mata em nosso estado?
Na zona da mata alagoana há grupos de música religiosa, idealizadores de projetos desta natureza, pessoas pensando em tocar para frente seus sonhos de evangelizar pela música anunciando a Palavra de Deus, no entanto, pouco existe quanto à execução e atuação nesta área por algumas questões. Elencando como exemplo, poderíamos ressaltar que em primeiro lugar a produção de música religiosa não é uma atividade rentável do ponto de vista financeiro, o que gera dificuldades para a manutenção do grupo ou projeto. Outra questão que podemos citar, servindo de base para o primeiro problema apresentado, é o fato de que nosso povo, em sua maioria, ainda não aprecia a música religiosa católica. Para ilustrar, podemos dar o exemplo de um jovem de nossa comunidade que interessado em alguns CDs de palestras do Pe. Léo e não os encontrando, questionou a vendedora da loja sobre o porquê de na prateleira não haver CDs católicos postos à venda. E a resposta foi das mais secas e frias: “É que os católicos não compram os seus CDs religiosos, apenas os evangélicos procuram suas musicas”. Os grupos que ofertam trabalhos desta natureza se deparam com tais barreiras. Isso exige muito de nós que atuamos e desenvolvemos trabalhos de produção musical, para que aos poucos possamos criar e gerar uma educação musical religiosa na Zona da Mata.

Quais os próximos projetos pensados para a Banda?
Os projetos para a Banda Cactus é gravação do DVD para o ano de 2012, que já nos encontramos em período de elaboração e pré-produção para levantarmos e sabermos dos custos para a realização de um trabalho desta natureza, pois requer dedicação. É necessário muito ensaio, oração e empenho para que tudo dê certo. Outro é a consolidação da proposta que nos surgiu de realizar um show no mês de julho deste ano na cidade de Juazeiro do Norte (CE), terra do Padre Cícero. Os habitantes da Zona da Mata alagoana tem uma devoção muito forte para com este padre considerado santo nordestino. Nosso maestro e tecladista teve a oportunidade de ir a Espanha participar da Jornada Mundial da Juventude em 2011. No inicio de 2012 participamos na condição de espectadores em Maceió do Bote Fé, foi um momento sublime para a banda dar continuidade ainda este ano aos projetos já existentes. Para o ano de 2013, pretendemos participar da Jornada Mundial da Juventude no Rio de Janeiro, somos sabedores que o caminho para participar como atração musical é longo, porém estamos certos que participaremos como jovens cristãos que somos. Como pudemos ver, os sonhos são muitos, é necessário dedicar-se, é isto que temos feito e acreditamos que tudo vai dar certo. Seguimos fundamentados no que disse do Papa João Paulo II aos participantes da JMJ 2002 em Toronto: “Não temam responder generosamente ao chamado do Senhor. Deixem que sua fé brilhe no mundo, que suas ações mostrem seu compromisso com a mensagem salvadora do Evangelho!”.

Serviço

Para contatos:
Fenando Batista Chicuta da Rocha
Fone: (82) 9142 – 6537
www.palcomp3.com.br/bandacactus
 

4 Comentários
Deixe seu comentário
Enviado por Joelma Santana da Silva às 10h45 do dia 02/03/2012

Olá, é com imenso prazer que venho parabenizar esta maravilhosa banda formada por também maravilhosos amigos e irmãos de caminhada. Sinto-me orgulhosa por ter visto o inicio da caminhada desses jovens cristãos, que o nosso glorioso padroeiro São José interceda cada vez mais por vcs... Sucesso e continuem firme na caminhada... PARABÉNS

Enviado por João Paz Lima Jr às 08h23 do dia 02/03/2012

Deus abençoe muito os caminhos dessa banda que faz da Evangelização algo de suma Importância em seus shows!!!!

Enviado por angelyne às 08h20 do dia 02/03/2012

adoro ver esses meninos em palco,

Enviado por Salete Oliveira às 22h11 do dia 01/03/2012

Segui em frente! Esse é o maior desafio,porém alimento da alma.Continuem sonhando,acreditando , com fé e esperança,dedicando-se na educação da família Católica,esse é o caminho.

ARQUIDIOCESE DE MACEIÓ | Igreja Missionária e Samaritana

Pastoral da Comunicação Cúria: (82) 3223-2732 ou 3021-4001 (07h30 às 14h) Gabinete do Arcebispo: (82) 3326-2321 (8h às 12h) PASCOM: (82) 3326-5458 (8h às 14h) Av. Dom Antônio Brandão, 559 – Farol 57051-190 Maceió – AL