Arquidiocese de Maceió | Igreja Missionária e Samaritana

Arquidiocese de Maceió | Igreja Missionária e Samaritana

Notícias / Arquidiocese

20/07/2018 23h34

Padre Luiz Antônio é escolhido para a Academia Alagoana de Cultura

Gabriel Messias - Comunicação da Arquidiocese de Maceió
Fotos: Carlos Roberto

A noite de 19 de julho pode ser descrita como memorável para os que fazem a Academia Alagoana de Cultura. Nesta noite foi celebrado o 15º aniversário da Academia em cerimônia realizada no Auditório do Museu da Imagem e do Som (MISA) na qual ocorreu a posse de mais seis novos imortais da Instituição. Entre eles, está o editorialista do jornal “O Semeador”: o padre Luiz Antônio de Araújo Guimarães.

Junto com o Padre Luiz Antônio, foram escolhidos como sócios o estudante de Direito e filósofo Cleysson Prazeres dos Santos, o engenheiro civil José Vieira Passos Filho, o professor Marcos Antônio Lopes da Silva, a escritora Maria Aparecida Oliveira de Lima e o jornalista Francisco Silvestre dos Santos. Eles foram escolhidos por meio de uma seleção publicada em um edital em fevereiro deste ano.

O clérigo Luiz Antônio revelou que o jornal O Semeador foi de grande importância para que este momento tivesse ocorrido em sua vida. “Eu diria que o jornal O Semeador é o carro-chefe para que eu esteja aqui nesta noite. Eu me inscrevi na seleção a partir dos artigos que escrevo na condição de editorialista. Portanto, devo muito ao jornal O Semeador que faz parte tanto da nossa história eclesiástica bem como da minha vida vocacional e sacerdotal”, disse o padre.

DEPOIMENTOS
“Eu fico muito feliz em poder compartilhar com ele esse momento. Agradeço a Deus por isso e desejo todas as alegrias do mundo a ele”, disse Regina Celi, a mãe do sacerdote.

Para o Secretário Geral da Academia, Moésio Vasconcelos, era importante a presença de um sacerdote. “É certo que a nossa Casa tem a missão de resgatar a cultura alagoana. Mas não era interessante deixar de lado o Clero porque bem sabemos que, no passado, os maiores responsáveis pelo desenvolvimento tanto social quanto cultural eram os padres”, disse Moésio.

“É bonito ver que neste espaço marcado pela cultura haja espaço para a fé. É impossível falar do povo alagoano sem falar da fé cristã. Nós vivemos em um Estado que, lamentavelmente, há muitos índices de violência que nos assustam muito. É importante valorizarmos a nossa cultura para que possamos fazer de Alagoas um Estado cada vez mais fraterno e solidário”, disse o padre Márcio Manuel Machado Nunes, que se encontra temporariamente em solo alagoano com o objetivo de realizar alguns trabalhos acadêmicos para a sua tese de doutorado.

Alguns paroquianos de Passo de Camaragibe marcaram presença no evento. Edvar Silva comentou um pouco sobre o trabalho do padre. “Ele está fazendo um excelente trabalho lá no Passo. É uma excelente pessoa. E certamente é uma grande alegria para nós, paroquianos, termos o nosso padre vivendo esse momento”. Para o historiador Fernando Bomfim, também de Passo de Camaragibe, “Eu diria que nós não o temos apenas como padre, mas também como um filho do Passo de Camaragibe. E para nós, certamente, é uma grande honra prestigiar este momento”, disse ele.

DISCURSO
Falando por todos os novos sócios efetivos da Academia, o padre Luiz Antônio não apenas mencionou as honras e méritos de cada um dos recém-empossados, mas também destacou a importância que tiveram os titulares que antes ocuparam as cadeiras deles, mostrando a responsabilidade que aguarda os novos membros.

“Somos cônscios de que a Academia Alagoana de Cultura tem dado, ao longo destes 15 anos, um respaldo cultural inimaginável ao nosso Estado, através de egrégios imortais que por aqui partilharam e partilham suas ideias em vista de um ideal comum: a brava memória cultural de Alagoas! Portanto, nesta comemoração jubilar, segue o reconhecimento de toda a sociedade alagoana, ao passo em que sublinhamos: eis-nos, aqui, para, junto a vós, confreiras e confrades, adentrarmos neste caminhar cultural, e assim, trilharmos um caminho do qual seremos sempre eternos caminhantes! Deus, nosso Pai, a Sabedoria por excelência, nos conduza!”, disse o padre.
 

Sem comentários! Seja o primeiro!!!
Deixe seu comentário

ARQUIDIOCESE DE MACEIÓ | Igreja Missionária e Samaritana

Pastoral da Comunicação Cúria: (82) 3223-2732 ou 3021-4001 (07h30 às 14h) Gabinete do Arcebispo: (82) 3326-2321 (8h às 12h) PASCOM: (82) 3326-5458 (8h às 14h) Av. Dom Antônio Brandão, 559 – Farol 57051-190 Maceió – AL