Arquidiocese de Maceió | Igreja Missionária e Samaritana

Arquidiocese de Maceió | Igreja Missionária e Samaritana

Notícias / Arquidiocese

15/11/2017 02h03

Abertura da XVIII Assembleia Arquidiocesana de Pastoral destaca a caminhada para 100 anos da Arquidiocese

A programação da Assembleia prossegue na quinta-feira, 15, com a segunda exposição e outras atividades

Micheliny Tenório/ Pascom Arquidiocese de Maceió
Fotos: Suzana Lima - Pascom Maceió

 Clero e representantes das Paróquias e diferentes Pastorais da Arquidiocese de Maceió estiveram reunidos na abertura da XXVIII Assembleia Arquidiocesana, realizada na noite desta terça-feira (14) no Colégio Santa Madalena Sofia, no bairro do Farol.

A solenidade contou com uma entrada especial dos representantes das Áreas e Setores que compõem as  paróquias da Arquidiocese, em que trouxeram elementos de identificação da cultura e economia das localidades onde se encontram as diversas paróquias.

Dom Antônio Muniz Fernandes, OCarm., arcebispo de Maceió, falou sobre o desafio em manter uma igreja viva e lembrou compromissos já acordados com os fiéis.

"Ressalto os compromissos que devemos cultivar: não falar mal de ninguém; perdoar a quem nos ofende e não guardar inveja no coração. É um exercício diário na busca da santidade", lembrou Dom Antônio.

O arcebispo destacou o centenário arquidiocesano, que será em 2020, ao falar sobre o desafio de chegar a 100 paróquias na Arquidiocese e recordou que já  são 82 Paróquias e 16 Quase-Paróquias.

"O desafio de manter-se uma igreja viva é um aprendizado diário. Estamos nessa caminhada rumo as 100 paróquias, desafio que abraçamos em nome de uma igreja que deve se manter viva. Uma assembleia desse porte confirma que somos eternos aprendizes e assim devemos ser missionários orantes", refletiu Dom Antônio.

Em seguida foi realizada a primeira exposição da assembleia com o tema "Um olhar rumo ao Centenário", feita pelo professor e historiador Álvaro Queiroz.

O professor fez uma retrospectiva histórica sobre a iniciação da Igreja Católica em Alagoas ao falar sobre a Missão de Porto de Pedras, datada do século XVI.

"Essa missão, iniciada no ano de 1596, foi liderada por Frei Antônio de Campos, que juntamente com um grupo de franciscanos catequizaram índios potiguares de etnia tupi. Isto foi o marco inicial da cristianização em Alagoas", explicou Álvaro.

O professor também destacou a contribuição dos padres Jesuítas para o sistema educacional brasileiro, avançando até os dias atuais, evidenciando a evolução cristã em Alagoas ao longo de 400 anos de evangelização.

A assembleia prossegue nesta quarta-feira (15) com a segunda exposição e a preparação do calendário para o Ano Centenário.

 

Acesse a galeria de fotos do 1º dia clicando aqui

Sem comentários! Seja o primeiro!!!
Deixe seu comentário

ARQUIDIOCESE DE MACEIÓ | Igreja Missionária e Samaritana

Pastoral da Comunicação Cúria: (82) 3223-2732 ou 3021-4001 (07h30 às 14h) Gabinete do Arcebispo: (82) 3326-2321 (8h às 12h) PASCOM: (82) 3326-5458 (8h às 14h) Av. Dom Antônio Brandão, 559 – Farol 57051-190 Maceió – AL