Arquidiocese de Maceió | Igreja Missionária e Samaritana

Arquidiocese de Maceió | Igreja Missionária e Samaritana

Notícias / Arquidiocese

08/11/2017 15h57

Romaria da Terra e das Águas completa 30 anos e reúne milhares de pessoas na Serra da Barriga

A celebração da noite foi conduzida pelo Bispo Presidente da CPT, Dom Enemésio Lazzaris, da diocese de Balsas-Maranhão

Maria Cicera com informações da Ascom CPT
Fotos: Wanderlan Velozo - Pascom Maceió

 A 30º Romaria da Terra e das Águas, realizada durante a noite do dia 4 de novembro até o amanhecer do dia 5, com o tema: “Trinta anos no Chão Sagrado: de novo na Serra, alcançando a Nova Terra”, reiniu aproximadamente 3 mil pessoas. As atividades começaram no Sítio Recanto, próximo a Serra da Barriga. A Romaria é organizada pela Comissão Pastoral da Terra (CPT), Comunidades Eclesiais de Base (CEBs), Centro de Estudos Bíblicos (CEBI), Conselho Indigenista Missionário (CIMI), Pastoral da Juventude do Meio Popular (PJMP), Associação dos Missionários e Missionárias do Campo e Arquidiocese de Maceió.

Marcaram presença, além dos padres das paróquias de União dos Palmares; Pe. Emerson José de Melo, coordenador das Pastorais Sociais da Arquidiocese; Emílio April, Canadá, um dos fundadores da CPT e da Romaria; Pe. Aldo Giazzon, Itália; padres da diocese de Paulo Afonso; Caravanas de Maceió com Pe. Raul Filho e Pe. Marivaldo da Conceição; membros de congregações religiosas e caravanas de várias cidades do Estado.

Para Carlos Lima, coordenador da Comissão Pastoral da Terra e organizador da atividade, a celebração dos 30 anos de Romaria marca a presença da Igreja junto aos empobrecidos do Campo de Alagoas e ressalta, “foi uma noite e madrugada de encontro de gerações, de esperança e de partilha”. O coordenador da CPT destacou a importância da escolha do lugar, pois em 1988 aconteceu na Serra da Barriga a primeira Romaria da Terra com o tema: “Terra Mãe: Filhos livres”.

A celebração da noite foi conduzida pelo Bispo Presidente da CPT, Dom Enemésio Lazzaris, da diocese de Balsas-Maranhão, e acompanhada por diversos padres e religiosos. Em sua homilia dom Enemézio Lazzaris destacou a importância da Comissão Pastoral da Terra, CPT, que há mais de quatro décadas vem lutando para fortalecer a sua missão com organização e articulação para garantir a luta das comunidades tradicionais. “Os nossos sonhos só se podem se tornar realidade se estivermos mais articulados e organizados. Como canta Zé Vicente ‘sonho que a gente sonha só, é uma pura ilusão, mas sonho que a gente sonha junto é sinal de solução”, enfatizou o bispo.

O bispo foi categórico quanto ao uso indevido da terra e frisou: “Os nossos direitos estão sendo descontruídos, temos que continuar defendendo a nossa terra e democratizando a ocupação da terra. É muita terra nas mãos de poucos e pouca terra nas mãos de muitos”.

Após a Celebração Eucarística, ainda aconteceram alguns momentos celebrativos. Um dos fundadores da CPT e da Romaria, Aldo Giazzon, 80 anos, veio diretamente da Itália para caminhar e contribuir com a mística da Romaria e, com a multidão, rompeu a madrugada com a Cruz Sem Males em caminhada por mais de 8km até a Serra da Barriga.

Para Cleilton Araújo, que participa há quase 10 anos da Romaria da Terra e das Águas, a experiência é diversificada pelo fato de entrar em contato com diversas realidades e uma forte mística. “Um momento oracional dinâmico sempre é proporcionado pela Romaria que me anima e me fortalece na caminhada”.

Os artistas Zé Vicente,Oróes-CE, e Zé Pinto promoveram momentos de animação e mística com seus shows, levando as pessoas a vivenciarem com mais intensidade as atividades programadas para a Romaria da Terra e das Águas.

Sem comentários! Seja o primeiro!!!
Deixe seu comentário

ARQUIDIOCESE DE MACEIÓ | Igreja Missionária e Samaritana

Pastoral da Comunicação Cúria: (82) 3223-2732 ou 3021-4001 (07h30 às 14h) Gabinete do Arcebispo: (82) 3326-2321 (8h às 12h) PASCOM: (82) 3326-5458 (8h às 14h) Av. Dom Antônio Brandão, 559 – Farol 57051-190 Maceió – AL