Arquidiocese de Maceió | Igreja Missionária e Samaritana

Arquidiocese de Maceió | Igreja Missionária e Samaritana

Blogs

Pe. Valmir Galdino - Espiritualidade

03/06/2014 13h02

A copa do mundo e o Reino de Deus

Faltam poucos, pouquíssimos dias, como é sabido, para copa do mundo. E o país já entra de cabeça num profundo ritmo por demais acelerado. Somos empurrados para isto

 Há uma efervescência no Brasil. Durante longos 30 dias, ou mais, somente respiraremos copa do mundo. Que ganho há nisso? Quais serão as nossas conquistas? E as nossas vitórias, onde as encontraremos? Falando sério, quais serão os nossos lucros? Ou, o que colheremos com a tão esperada Copa 2014?

Faltam poucos, pouquíssimos dias, como é sabido, para copa do mundo. E o país já entra de cabeça num profundo ritmo por demais acelerado. Somos empurrados para isto. O tempo todo gritam para ouvirmos bem que a copa está chegando. Que vem aí o grande mundial do futebol. Há música cantada por diversos artistas, mas parece um hino, que nos convidam para o evento. Os canais de televisão voltam seus holofotes para o mundial esportivo, nos condicionando, assim, também para ele. Os grandes e pequenos centros urbanos nos instigam a comprar quaisquer objetos e vestuários ligados ao evento do futebol prestes a acontecer. Sinais do antirreino, contrários à vontade de Deus.

Por outro lado, se prestarmos bem atenção, os problemas do Brasil, gigante país, parecem que não existem mais. Podem observar, ninguém noticia mais coisa ruim, tipo: crise na saúde com hospitais superlotados, falta de médicos e de remédios; carteiras e cadeiras sem condições de uso nos colégios públicos ou escolas prestes a cair; e a violência, essa, nesses últimos dias, parece ter perdido a sua força avassaladora. Sinais do antirreino, contrários à vontade de Deus.

No país do faz-de-conta, nesse período, tudo anda bem. Parece incrível. Mas é a mais pura verdade. Cessaram-se todos os problemas e aflições, tudo, agora, é só futebol. Não há tempo para pensar em outra coisa, pensar no outro. Todos os nossos muitos compromissos foram antecipados, compactados ou adiados para depois da copa. A nação brasileira, daqui a pouco, entrará no ritmo frenético e fanático do futebol. Sinais do antirreino, contrários à vontade de Deus.

Que fique bem claro: não somos contra a copa do mundo. Pois o futebol, como prática desportiva tem o seu real valor e dignidade. Somos contra a forma, a metodologia utilizada para realizar o evento de grande porte mundial. Somos contra os altos e escandalosos investimentos para a edificação de estádios que se tornarão (logo, logo), verdadeiros elefantes brancos, perdidos no tempo e no espaço, sem nenhuma utilidade. Sinais do antirreino, contrários à vontade de Deus.

Muito pelo contrário. Somos a favor de investimentos para copa do mundo desde que não esqueçam de tratar as grandes e graves mazelas por que passa o povo brasileiro, sempre ferido na sua dignidade de filhos de Deus, de pessoa humana, de gente. Somos a favor de investimentos para a copa do mundo desde que não esqueçam a multidão que pede educação, saúde, emprego e moradia, vida justa, vida digna. Sinais, sim, do reino de Deus.

Portanto, que venha a copa, que os nossos jogadores deem show de bola. Mas o verdadeiro show de bola que o Brasil deveria dar e deseja é a qualidade de vida de seus brasileiros. Show de bola seria vencer, passo-a-passo, os altos índices de desigualdades sociais. E honrar seus compromissos com o povo sofrido e cansado desse nosso Brasil. Povo que vem sendo esmagado pela ganância, pela corrupção e pelo egoísmo desenfreado, frutos do maldito pecado. Sinais do antirreino, contrários à vontade de Deus.

Sem comentários! Seja o primeiro!!!
Deixe seu comentário

ARQUIDIOCESE DE MACEIÓ | Igreja Missionária e Samaritana

Pastoral da Comunicação Cúria: (82) 3223-2732 ou 3021-4001 (07h30 às 14h) Gabinete do Arcebispo: (82) 3326-2321 (8h às 12h) PASCOM: (82) 3326-5458 (8h às 14h) Av. Dom Antônio Brandão, 559 – Farol 57051-190 Maceió – AL