Arquidiocese de Maceió | Igreja Missionária e Samaritana

Arquidiocese de Maceió | Igreja Missionária e Samaritana

Blogs

Pe. Valmir Galdino - Espiritualidade

26/12/2012 15h58

Agora, Sim, É Natal!

Desejar feliz natal, não é simplesmente um gesto de educação, de saudação. Nem tampouco de pura e simples delicadeza. Mas é algo muito maior, mais profundo e riquíssimo de significado.

 Depois de quatro semanas bem celebradas, no tempo do advento, orientadas pela Palavra de Deus, entramos com todo fôlego no tempo santo e bendito do natal. Agora, sim, é natal!

Podemos, hoje, afirmar: Feliz Natal! Nesta saudação desejamos, ao outro, toda sorte de bênçãos. Desejamos, ao outro, todas as graças do céu. Desejamos, ao outro, as expectativas de Deus. Desejamos, enfim, ao outro, as maravilhas divinas.

Desejar feliz natal, não é simplesmente um gesto de educação, de saudação. Nem tampouco de pura e simples delicadeza. Mas é algo muito maior, mais profundo e riquíssimo de significado. Pois com esta expressão desejamos Deus ao outro. Desejamos que Jesus, de verdade, nasça no coração e na vida do outro e o enriqueça sempre com suas bênçãos.

Logo, o tempo do natal, para nós cristãos, tem todo um sentido diferente. É tempo de perceber que a Palavra de Deus, em Jesus, alcançou pleno cumprimento: “E o verbo divino se fez carne e habitou entre nós” (Jo 1,14). É tempo de confirmar que Deus sempre realiza tudo aquilo que anuncia.

De fato, o verbo de Deus, a Palavra divina se fez carne, se fez vida. “Ele é o rei que caiu nesta pobre província que é a terra e doou a nós sua visita assumindo a nossa carne, tornando-se homem como nós” (Bento XVI). Eis porque é natal. Ele, Jesus, aquele que ajeita a nossa vida, fixou morada entre nós. Assumiu a nossa humanidade, nasceu entre nós e para nós. Fez-se homem. Concretizou o desígnio do Pai prescrito pelas Escrituras.

Por isso, na celebração da noite santa do natal, ouvimos da boca do profeta Isaías: “O povo, que andava na escuridão, viu uma grande luz; para os que habitavam nas sombras da morte, uma luz resplandeceu” (9,1). Esse povo somos nós que andávamos sem sentido, de um lugar para outro sem rumo. Essa luz é Jesus, que brilhou santamente para nós na bendita noite do natal. Foi sobre nós que a luz, o próprio Cristo, brilhou em nossas vidas, pois habitávamos no pecado, num estilo de vida troncho, vagaroso e lerdo.

Sim. Deus, Deus mesmo, veio a nós, veio a nosso favor, para nos fazer tirar das trevas que envolviam a nossa existência. Aquela luz bendita iluminou e constantemente vive a nos iluminar: Cristo. Logo, tem sentido dizer “feliz natal”. Pois em Cristo a nossa pequenina vida encontrou jeito, encontrou rumo e sentido.

Por isso, na celebração da noite santa do natal, São Paulo enfatizou: “A graça de Deus se manifestou trazendo salvação para todos os homens” (Tt 2,11). Essa graça tem nome, não é uma ideia, nem uma invenção ou divagação nossa. Essa graça é o próprio Cristo, razão única de toda a existência humana.

Por isso, na celebração da noite santa do natal, a Igreja rezou: “Ó Deus, que fizestes resplandecer esta noite santa com a claridade da verdadeira luz, concedei que, tendo vislumbrado na terra este mistério, possamos gozar no céu sua plenitude”. Realmente, essa deve ser a nossa oração de todos os dias, pedir a Deus o céu, a morada eterna, conquistada por aquele que ilumina a nossa vida, Cristo Jesus.

Logo, o natal, de verdade, não vai se dá pelo fato de estarmos com muito ou pouco dinheiro no bolso, nem pela casa com todos os móveis novos, nem pelo carro novo e nem pela roupa nova. Mas pelo NOVO, JESUS, pela viva presença de Jesus, o que nasceu na quase miserável gruta de Belém e hoje quer sempre nascer em nossos corações.

Portanto, agora, sim, é Natal, Cristo Jesus nasceu para nós. Temos razões suficientes para gritar aos quatros cantos e recantos, um abençoado e santo natal! Um Feliz Natal!

Sem comentários! Seja o primeiro!!!
Deixe seu comentário

ARQUIDIOCESE DE MACEIÓ | Igreja Missionária e Samaritana

Pastoral da Comunicação Cúria: (82) 3223-2732 ou 3021-4001 (07h30 às 14h) Gabinete do Arcebispo: (82) 3326-2321 (8h às 12h) PASCOM: (82) 3326-5458 (8h às 14h) Av. Dom Antônio Brandão, 559 – Farol 57051-190 Maceió – AL