Arquidiocese de Maceió | Igreja Missionária e Samaritana

Arquidiocese de Maceió | Igreja Missionária e Samaritana

Artigos

30/08/2011 08h39

SENHORA DOS PRAZERES

A Senhora dos Prazeres é a Senhora das alegrias, das alegrias bíblicas, que a nossa fé nos transmite no Novo Testamento.

(*) É arcebispo emérito de Maceió.Dom Edvaldo G. Amaral (*)

A Senhora dos Prazeres é a Senhora das alegrias, das alegrias bíblicas, que a nossa fé nos transmite no Novo Testamento.
É a Senhora da Anunciação, quando o mensageiro de Deus lhe indicou que o Senhor escolhera sua virgindade para ser portadora do Messias, anunciado pelos profetas, que iria reinar na casa de Jacó e cujo reinado não teria fim. Ela aceitou o impossível anúncio na obediência da fé e respondeu com alegria e coragem: “Eis aqui a escrava do Senhor. Faça-se em mim segundo a tua palavra.” É a Senhora da visita à parenta Isabel, grávida de seis meses, que a proclama “A Mãe de meu Senhor!” E Maria da alegria responde que seu espírito exulta em Deus, seu Salvador, e doravante todas as gerações a dirão “bem-aventurada”. Quando os pastores vieram adorar seu filho recém-nascido “envolto em paninhos e reclinado numa manjedoura”, conforme o sinal angélico, Ela conservava cuidadosamente todos esses felizes acontecimentos em seu coração, informa Lucas. Em Nazaré, no silêncio de sua vida oculta com José e Jesus, também conservava no coração a lembrança de todos os fatos da infância de seu Jesus. Alegria de Maria quando a mulher do povo, conforme diz Lucas, a enalteceu como mãe de Jesus, dirigindo-se a ele em estilo bem semita: “Bem-aventurados o ventre que te trouxe e os seios que te amamentaram!” (11,27).
Após o sofrimento da Cruz quando ela, de pé, junto ao filho executado no tremendo suplício da crucifixão, teve a espada de dor, predita por Simeão, atravessando o coração, veio a alegria da Ressurreição. E pouco depois, a grande alegria de com os Apóstolos em oração, esperar a vinda do Espírito Santificador da Igreja nascente, conforme nos diz o Livro dos Atos, 1,14,
A alegria, conforme os sábios deste mundo, é descrita de formas bem curiosas. “O mundo não nos pode dar alegrias tão grandes, como as que ele nos tira” – diz Lord. Byron. O conhecido Descartes ensinou: “A alegria que nasce do bem é séria, a que nasce do mal é cheia de risos e chacotas”. E ainda: “Com freqüência, damos mais valor a uma falsa alegria do que a uma tristeza, cuja causa é verdadeira.” Benjamim Franklin prognosticou: “A alegria é a verdadeira pedra filosofal (dos medievais) que tudo converte em ouro.” E ainda Frederico, o Grande, rei da Prússia, sentenciou: “Tudo no mundo é loucura, exceto a alegria”. Montesquieu afirma em suas “Cartas persas”: Nós somos tão cegos, que não sabemos quando chorar ou quando rir e, por isso, quase sempre, temos falsas alegrias e falsas tristezas.” E, por fim, vamos citar Elbert Hubbard em seu ensaio “Mil e um epigramas”: “O sofrimento se suporta sozinho, mas para a alegria são necessários dois.” (Extraído do Dicionário de citações de Cesáreo Goicochea, lembrança de meu amigo Mons. Assunção).
Mas a alegria de Maria, que aqui consideramos, não é essa alegria do mundo, não é a alegria proveniente de instrumentos de música ensurdecedora, ou de movimentos do corpo, é a alegria interior do coração do homem, é a alegria que provém da paz do espírito. A paz, definem-na os filósofos, é oriunda da tranquilidade da ordem. Isto é, da ordem que emana do interior do homem, quando as paixões inferiores estão sujeitas à razão e a razão está sujeita à fé, para os que crêem. Essa é a verdadeira paz, a paz que Cristo nos dá e que o mundo não pode dar. Esta é paz geradora da alegria de Maria, a Senhora das alegrias, a Senhora dos Prazeres.
Concluo com o pedido que lhe fiz em 2003 nesta mesma coluna: “Guardai, Senhora, esta cidade que é vossa e vossa quer permanecer.”

(*) É arcebispo emérito de Maceió.
 

Sem comentários! Seja o primeiro!!!
Deixe seu comentário

ARQUIDIOCESE DE MACEIÓ | Igreja Missionária e Samaritana

Pastoral da Comunicação Cúria: (82) 3223-2732 ou 3021-4001 (07h30 às 14h) Gabinete do Arcebispo: (82) 3326-2321 (8h às 12h) PASCOM: (82) 3326-5458 (8h às 14h) Av. Dom Antônio Brandão, 559 – Farol 57051-190 Maceió – AL